quinta-feira, 8 de agosto de 2013

Qatar

Estado do Qatar

O Estado do Qatar é um mais um emirado do Golfo Pérsico que ficou rico por conta do petróleo. Situado na minuscula península do Qatar, na fronteira com a Arabia Saudita. Este pequeno emirado que antes sobrevivia da pesca e extração de pérolas, hoje enriquecido com o dinheiro da exploração do ouro preto busca seguir os passos dos vizinhos ricos Dubai e Abu Dhabi.

O Qatar conseguiu sua independência em 1971, saindo do domínio do governo britânico. O Qatar também não aceitou ser unir aos demais emirados que formam os Emirados Árabes Unidos. O Qatar é governado com mãos de ferro pela monarquia absoluta na pessoa do Emir Hamad bin Khalifa Al Thani, mais conhecido como Sheikh Hamad.

Assim como os vizinhos Emirados Árabes Unidos, o maior parte da população é composta por estrangeiros que trabalham na construção de país que até poucas décadas atrás, era somente um monte de areia no deserto e de pescadores e caçadores de pérolas.
A grande parte da população de estrangeiros que estão trabalhando no Qatar, são expatriados do Terceiro Mundo que trabalham na construção civil e em péssimas condições e com salários baixos. Estes trabalhadores vieram principalmente do Paquistão, Índia, Filipinas e muitos países pobres da Asia e até da Africa também. Existem muitas denúncias feitas na Organização Mundial do Trabalho contra as leis trabalhista do Qatar que não dão quase nenhum direito para os trabalhadores de mão de obra barata.

Os trabalhos bem remunerados e com boas condições ficam para os poucos nativos, os qataris e para os estrangeiros bem qualificados oriundos de países ricos com Estado Unidos, Canadá, Austrália e da União Europeia. Estes sim, tem salário alto, moram em locais com infraestruturas dignas. Muitos estrangeiros não conseguem viver por muito tempo no Qatar apesar dos altos salários. O que leva este profissionais a deixar um alto salario e carreiras bem sucedidas, são as severas regras de comportamento e leis punitivas com caráter religioso.

O Qatar é uma monarquia absoluta, onde não existe liberdade de expressão. Onde não se pode demonstrar afeto em público mesmo entre pessoas casadas. Não se pode comprar bebidas facilmente, pelo que pesquisei os estrangeiros tem uma cota mensal para comprar bebidas e para isso existe um cadastro nas lojas autorizadas. Somente restaurantes e boates de hotéis podem vender bebidas e os residentes precisam fazer cadastro para frequentar as casas noturnas. Os turistas podem consumir bebidas em restaurantes e boates apresentando o passaporte. Além disso muitos sites e aplicativos são bloqueados. Para trazer namoradas para visitar é complicado pois ela não pode ficar no apartamento do residente, somente em hotéis e nos hotéis os residentes não podem ficar com  namorada. Os expatriados dizem que trabalham lá para juntar dinheiro e depois voltar para o país de origem e abrir um negócio próprio.

Segundo que eu pesquisei e pelo que assistir na reportagem feita pelo Mais Você (leia aqui, aqui e aqui) em 2012, cerca de 350 brasileiros vivem no Qatar. Muitos  atuam no futebol seja como jogadores como técnicos. Outros atuam  na construção civil, petróleo, jornalismo, hotelaria  e também como comissários  de bordo e pilotos da Qatar Airways. Sei através de comunidade no Orkut e Facebook que grande parte dos comissários da Qatar Airways que foram recrutados no Brasil não conseguiram de adaptar lá . A maioria não se acostumaram com as regras rígidas de comportamento e os costumes e foram demitidos e outros pediram demissão, porque ficar longe da família, morando em um país cheio de regras e com pouco liberdade não é pra todos.

O Qatar é o país sede da rede de televisão Al Jazeera, que é uma das mais influente no Oriente Médio. A Al Jazeera é quem detém os direitos de transmitir os jogos da Copa do Mundo FIFA para o Oriente Médio por exemplo.  A Al Jazeera tem um canal em árabe e outro e inglês e faz cobertura de todos os fatos que ocorrem no Oriente Médio.

O Qatar irá sediar a Copa do Mundo FIFA 2022 e planeja construir estádios ultra modernos no meio do deserto. Já existem estádios e outros instalações esportivas modernas construídas em pleno deserto. O Sheikh do Qatar está investindo pesado neste quesito. Mas o que adianta estádios modernos, se as regras são extremamente rígidas com os visitantes. Qual turista quer viajar e ser preso ou levar chibatadas durante uma Copa do Mundo??

A capital Doha é como um grande canteiro de obras. Obras de todos os tipos ocorrem neste momento. Desde a construção do novo aeroporto a um estádio para a Mundial Fifa de 2022. O clima é seco e muito quente durante o verão, chegando fácil aos 50 C° na sombra. Não existem belezas naturais, pois assim como Dubai, tudo foi construído pelas mãos do homem. De homens que muitas vezes são explorados. Doha fica na costa do Golfo Pérsico e seu principal cartão postal é a West Bay com os edifícios modernos do centro financeiro do Qatar.

A moeda local é o Rial qatari dinar, e R$ 1,00 equivale a QAR 0,63. Não existe cambio da moeda do Qatar no Brasil é preciso trocar euro ou dólares pela moeda local. Alguns estabelecimentos aceitam euros ou dólares.

Eu gostei muito desta entrevista realizada com uma brasileira que mora no Qatar, feita pelo site Expatriados.wordpress.com, leia aqui.

Este post com certeza será atualizado assim que eu voltar de viagem!


 
Reações:

5 comentários:

  1. Achei super interessante! Nunca imaginei que fosse tão rígido assim! Já curiosa para ouvir suas impressões =)

    ResponderExcluir
  2. Olá Manualquasepratico!!

    Pelo que li e pesquisei e até em conversar com funcionários da Qatar Airways as modas são bem rígidas mesmo.
    Também estou ansiosa e curiosa para ver com os meus olhos o Qatar em pessoa!

    Abraços !!!

    ResponderExcluir
  3. Hum..adorei saber mais sobre o Qatar, inclusive que vão sediar a Copa 2022, realmente seria tenso turistas terem que conviver com as leis deles.

    ResponderExcluir
  4. Olá Andressa!

    Também estou muito curiosa e ansiosa para conhecer o Qatar.
    Quero saber como eles vão lidar com os turistas? Será que vão afrouxar as rédeas durante a Copa de 2022?

    Abraços

    ResponderExcluir
  5. Não entendo porque as pessoas criticam os hábitos no Qatar, ou Emirados. São regras! Lei! Modo de vida! Respeito e moral! É por isso que o Brasil está como está. Ninguém respeita nem Lei nem existem regras. É o maior "BUNDA LÊLÊ!!" E com isso , onde foi parar a qualidade de vida e a segurança dos brasileiros??
    " Na Tonga da Mironga do Cabuletê!!"

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário aqui!
Mensagens xenofóbicas ou contendo preconceito religioso não serão aprovadas!