sábado, 13 de dezembro de 2014

Resenha - O Harém de Kadafi



Primeira resenha de livro aqui no blog, eba !!!! Como as pessoas sempre me pedem dicas de livros com a temática Oriente Médio, Mundo Árabe e etc. Eu resolvi trazer essa novidade para o blog e canal com Resenha de Livros e Book Haul e Livros Lidos todos os meses. Minha meta é trazer pelo menos 04 livros por mês e a cada semana uma resenha de livro diferente! Espero que vocês gostem!

O primeiro livro que eu trago é O Harém de Kadafi. Este livro eu li no começo de Dezembro e já estava ansiosa para fazer a resenha para o blog. No mês de Novembro além deste livro eu comprei também: Infiel, Istambul, O Caçador de Pipas e A Cidade do Sol. Eu fiz o primeiro vídeo de Book Haul clique aqui e teve uma aceitação muito boa para os leitores/ seguidores do blog/canal !


O Harém de Kadafi
A história real de uma das jovens presas do ditador da Líbia

Autor - Annick Cojean
Publicação  - Versus Editora
ISBN: 978-85-7686-201-7
Páginas - 235


O Harém de Kadafi revela ao mundo os bastidores e horrores da guarda feminina do ditador Muamar Kadafi. A autora reuniu diversos depoimentos e histórias de mulheres que tiveram suas vidas completamente destroçadas quando cruzaram com o ditador Líbio. 

Mulheres como Soraya que viram suas vidas virarem de ponta cabeça quando eram tocadas na cabeça por Kadafi, era um sinal para suas amazonas que aquela pobre criatura deveria pertencer a seu harém!  Soraya tinha apenas 15 anos e viveu terríveis anos de torturas físicas e psicológicas, humilhações e toda sorte de mal até o momento que o ditador caiu!

Kadafi vendia uma falsa idéia de que sua guarda feminina era o exemplo para o mundo islâmico e de liberdade para as mulheres muçulmana! Ledo engano! Sua guarda de amazonas não passavam de  amantes ou escravas sexuais. Nem os homens escapavam a sede de sexo do ditador líbio! Ele não tinha limites! Quando mais proibida ou difícil mais prazerosa era a conquista para aquele déspota!

Para algumas mulheres a pior coisa que fizeram na vida foram entrar para a guarda feminina de Kadafi. Na verdade a academia das amazonas servia apenas para abastecer o harém do ditador com carne fresca. 

Outras se uniram ao líder líbio para conseguir beneficios como casa, carro, viagens e dinheiro e era o terror do harém subterrâneo de Kadafi. Uma delas Mabruka era o demônio em forma de gente e fiel a Kadafi como um cão de guarda.

Muitas famílias que conheciam as histórias sobre seu líder, escondiam suas filhas, irmãs e esposas para quem não fossem encontradas por Kadafi ou seus espiões afim de evitar a ruínas das mulheres da família. 

Além das líbias ricas ou pobres, Kadafi tinha uma queda por famosas.... Como a cantora libanesa que passou uma noite com Kadafi.Tenho minhas suspeitas mas como não quero responder processo por difamação  .... prefiro guardar minhas suspeitas comigo e deixar pra lá!

O livro é chocante, causa asco a cada página virada! Senti vontade de pisar na cara de Kadafi com salto agulha a cada relato de um mulher líbia que teve sua vida e sonhos destruídos por ele e seus seguidores que o chamavam de Guia!


Salam !
Reações:

4 comentários:

  1. Poxa quem sera esaa cantora famosa
    Você conseguiu me deixar curiosa. Gostei da resenha e já quero esse livro.

    ResponderExcluir
  2. Olá Ellem!
    Tenho duas suspeitas em mente! Mas a responsabilidade juridica me impede de mencionar os nomes! Vou ficar te devendo!

    ResponderExcluir
  3. Ola Andreia tambem ja li este livro é muito bom tenho minhas suspeitas sobre a cantora inclusive gosto bastante dela Kadafi era um nojento q mereceu o fim q teve . Gosto de livros com temas ligados ao oriente médio ja li varios vai ser ótimo pegar mais algumas sugestões com vc adoro seu blog.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Daniela!
      Cantora libanesa famosa e bem periguete me faz pensar na bonitona das plásticas mas não posso dizer o nome dela. Ele era um homem terrível, mereceu o fim que teve!
      Bjs

      Excluir

Deixe seu comentário aqui!
Mensagens xenofóbicas ou contendo preconceito religioso não serão aprovadas!