segunda-feira, 25 de novembro de 2013

STPC Serviço da Qatar Airways Para Passageiros em Conexões Longas em Doha


STPC Serviço da Qatar Airways Para Passageiros em Conexões Longas em Doha

Olá queridos!

Este post estou querendo fazer desde que voltei de viagem em Setembro para Turquia e Qatar. Quero muito relatar minha experiência de fazer conexões longas em Doha com tudo pago pela Qatar Airways. O termo SPTC corresponde a Stopover Paid By Carrier ou em bom português "parada paga pela companhia".

Para que um passageiro Qatar Airways possa usufruir deste serviço que é composto por visto, transporte, acomodação e alimentação é preciso se enquadrar em algumas regras:

- Quando todos os voos são operados pela Qatar Airways ( codeshare não vale )
- Quando não existe uma conexão inferior a 08 horas para seu destino final
- Que a conexão ocorra em 8 a 24 horas a partir do seu desembarque em Doha
- Que as reservas não podem incluir voos de/para Abu Dhabi, Bahrain, Dubai, Kuwait e Muscat
- O Serviço é free para passageiros das classes primeira e executiva e para algumas classes de tarifa para quem viaja na econômica
- Para Passageiros da Classe Econômica com passagens classe H, Y e E tem direito ao STPC grátis. Passageiros com passagens classe V e W tem direito somente ao STPC pago e os passageiros com bilhetes em outras classes não tem direito ao STPC pago ou grátis.

Como saber se a sua reserva dá direito ao STPC grátis?

A primeira coisa a se fazer é entrar em contato com o escritório da Qatar Airways mais próximo e descobrir se a sua reserva se enquadra nos requisitos descritos acima. Se sua reserva for elegível para o serviço, você receberá um voucher com os detalhes de sua pré reserva de hotel. Este documento deverá ser levado impresso com você na viagem e apresentado no Aeroporto de Doha para receber o visto de transito, tranfers aeroporto/hotel/aeroporto, acomodação e alimentação.


Minha Experiência

Comprei os bilhetes diretamente no escritório da Qatar Airways e recebi por email os vouchers com a pré reserva em Doha.  Recebi o de ida e do volta. Pois minhas conexões em Doha seriam de 15 horas e 17 horas! 

Ao desembarcar no Aeroporto de Doha me dirigi ao balcão " Booked Hotel Accommodation" e entreguei o voucher com a pré reserva, o cartão de embarque para o segundo voo e meu passaporte. A atendente da Qatar Airways conferiu os documentos entregues e pediu que eu aguardasse sentada. Esperei cerca de 15 minutos e a atendente veio com vários passaportes e vouchers em mãos e chamava os passageiros pelo nome e entregava os documentos.

Com o voucher e passaporte em mãos, me dirigi a fila de estrangeiros da imigração. Existem 03 filas distintas: estrangeiros, cataris e portadores de passaportes de que fazem parte do Conselho de Cooperação dos países do Golfo Pérsico. Fui para fila de estrangeiros que estava bem grande, cheia de imigrantes da Asia que chegavam em Doha para trabalhar na construção civil, mas isto é assunto para outro post.



 
Fiquei uns 20  minutos na fila da Imigração, até que fui atendida por um catari vestido a caráter muito educado porem sério. Ele não fez qualquer pergunta, carimbou os passaportes e pediu para que eu e meu companheiro de viagem tirarem uma foto e fomos liberados. Passamos pelo Raio X e fomos para o saguão e procuramos pelos inúmeros balcões de hotéis ... até que encontrei o nº 12 do Retaj Al Rayyan.

Um rapaz muito simpático, que se na me engano era indiano nos levou até ao ônibus do hotel. O trajeto do aeroporto de Doha até o hotel Retaj al Rayyan foi de aproximadamente 20 minutos. Vinte minutos marcantes, pois Doha a noite é linda. Nosso hotel fica próximo aos prédios da West Bay e até hoje ainda penso naquela noite, pois como apaixanoda pelo Oriente Médio que sou, o Qatar era mais uma fronteira alcançada.



O Hotel Retaj Al Rayan fica no distrito de Al Dafna, em frente ao mar verde claro de Doha. O hotel é lindo e o staff é excelente. Na recepção do hotel foi solicitado passaportes, vouchers e cartão de embarque. O atendente informou que o voucher dava direito a hospedagem e alimentação no valor de 175 rials qataris e que o ônibus estaria nos esperando as 11:30 da manhã seguinte para nos levar de volta ao aeroporto.

Fiquei em um quarto muito confortável com vista para o mar e para o hotel Hilton.A classificação do quarto era deluxe room com duas camas na ida e como cama casal na volta! Depois de curtir o quarto, aproveitamos para tomar banho e descansar um pouco e logo depois descemos e fomos jantar. O restaurante tem um buffet com muitos pratos quentes e frios, sobremesas e bebidas não alcoólicas. Álcool não é vendido pois se trata de um hotel islâmico!Como eu não bebo, não fez diferença alguma! A comida é muito boa mas eu me acabei mesmo foi nos doces árabes!!!

O café da manhã também é excelente e as meninas que trabalham servindo os hospédes, eram muito simpáticas. Todas muçulmanas de algum país asiático como Filipinas, Indonésia ou Malásia. No hotel também havia muitos funcionários indianos, paquistaneses, libaneses e egípcios.



Eu pensei que ficaria no hotel Oryx Rotana que também pertence ao grupo da Qatar Airways e fica ao lado do aeroporto. Mas para nossa sorte ficamos no hotel Retaj Al Rayyan tanto ida como na volta. Pelo que li antes de viajar quase tudo mundo fica neste hotel e eu fiquei no Retaj Al Rayyan. Eu penso voltar a Doha na próxima viagem e ficar pelo menos 2 dias lá e conhecer muitas coisas!

O hotel tem piscina, sala de ginastica, restaurantes e cafes para os hospedes além serviço de transfers e city-tours. Os passageiros da Qatar Airways da primeira classe e executiva tem limousines para fazer o traslado do aeroporto/hotel/aeroporto.

Pelos padrões do Golfo Pérsico o hotel é classificado como 04 estrelas mas é muito melhor que alguns 05 estrelas aqui do Brasil. Para mim o hotel é muito bom, ainda mais de graça!!!

A experiência de voar pela Qatar Airways foi muito boa e a conexão em Doha com tudo pago pela companhia foi tudo de bom!! Recomendo para quem for viajar para o Oriente Médio, Asia ou África que se tiver oportunidade de ir pela Qatar Airways, aproveite, pois com certeza será uma excelente experiência!!!

Nota para o STPC em Doha : 10

Para mais detalhes visite o site do hotel Retaj al Rayyan aqui e o site da Qatar Airways aqui

domingo, 10 de novembro de 2013

Guloseimas Turcas


Guloseimas Turcas

Eu sou uma pessoa daquelas que só pensa em comida quando viaja. Sério! Minha preocupação principal é sobre a comida local. Não por eu ser gulosa nem nada, é porque a comida é algo muito forte em uma cultura. A comida diz muito sobre o país e seus costumes. Vou dividir o assunto em dois post: comidas e guloseimas! As guloseimas são a melhor parte ever so far !!!

Simit


A cada esquina de Istambul, existe uma barraquinha de simit. Simit é uma rosquinha de gergelim e que pode ser consumida pura ou com recheios. Os mais comuns são Nutella e queijo polenguinho. Eu gosto muito da versão recheada com Nutella. Ir a Istambul e não comer um simit é como ir a Roma e não comer pizza!

Castanha Assada

Outra guloseima sempre presente em barraquinhas de Istambul é a castanha assada. Os turcos chamam de kestane e os tiozinhos vendem por peso. A castanha não chegar ser uma gostosura mas tá valendo. Estas castanhas tem um sabor parecido com aquelas castanhas portuguesas que costumamos comer no Natal.


Milho cozido e assado

O bom e velho milho verde tão conhecido pelos brasileiros, também é apreciado em terras otomanas. A versão cozinha é minha predileta. A versão assada não é tão boa para meu paladar, mas eu vi muita gente consumindo.

Suco de Romã

 As barraquinhas de suco de romã também estão espalhadas pela cidade. O suco de romã tem um sabor forte mas agradável, pelo menos para o meu paladar!

Suco de Toranja 
O suco de toranja também é muito vendido pelas ruas de Istambul. Ideal para acompanhar um doner kebab para matar a fome mas deixar o bolso a salvo!

Visne  (Suco de Cereja)
Suco de cereja ou visne como é chamado la na Terra dos Sultões. Tomei pela primeira vez durante as minha viagens a Síria e Turquia em 2010, foi servido nos voos da Turkish Airlines. Na Turquia a marca Cappy era a mais vendida nos restaurantes e nos supermercados além das propagandas na TV turca.

Ayran (iogurte salgado)
Não sou lá muito fã desta iguaria turca mas tem gente que gosta. Este ai é o Ayran, iogurte batido com sal. Tem também o temperado com ervas. O pessoal toma no lugar de refrigerantes para acompanhar um donner kebab ou shish kebap. Este ai foi degustado no Hat Donner em Beyazit.

Dondurma ( sorvete puxa-puxa turco)
O famoso sorvete puxa-puxa turco é uma delicia. Ele é meio elástico e o vendedor fica fazendo gracinhas na hora de entregar a sua guloseima. Eu sempre pedia a opção de 4 sabores e o rosinha azedinho era o melhor. Na estação de Tramway Kabatas também tem um delicioso, com sabores diferentes. Por toda Istambul os vendedores de Dondurma estão presentes.

Doner Kebab
O famoso churrasco turco no espetão é  presença garantida em terras turcas. Tem de frango, carneiro e misto de carneiro e frango. Fatiado bem fininho com tomate, pimentão e batata frita e depois enrolado no pão pita por um tiozão bigodudo ou não é pedida certa em Istambul. Eu particularmente prefiro a versão síria, a shawerna! Mas claro que comi vários donner kebabs !!!

Sanduíche de Peixe

Os sanduíches de peixes são outra atração culinária em Istambul, especialmente nos restaurantes sobre a Ponte Gálata e nos barquinhos ao lado da ponte sobre as águas do Chifre de Ouro. Muito bom e com gostinho de comida local e não gororobas para turista ver !!!!

Espetinhos
Os famosos shish kebabs tem para todos os gostos! Carneiro, frango, peixe, carne bovina e até camarões. Muitas opções são bem apimentadas e eu adoro, mesmo que minha gastrite ataque, eu como!

Turkish Lokum
As famosas delicias turcas que são uma especie de bala de gelatina mas que foi melhorada e com mais glamour. Tem de muitos sabores dos mais comuns aos exótico!

Baklava
As baklavas são um dos doces turcos mais famosos. Feitos a base de massa folhada, calda de açúcar e pistache tem um sabor muito agradável.

Cezerye
Cezerye são parecidas com as delicias turcas porem são mais gostosas., mas doces!!! Eu acho as delicias turcas um pouco sem doce por isso prefiro as cezerye. Mas isso é uma questão de gosto mesmo!

Halva
A halva parece um pouco com aqueles doces de geleia de mocotó. Aqueles doces branco e rosa. Parece mais não é igual. Mas eu também não curto tanto também !

Xarope de Romã
O xarope de romã é delicioso e é excelente para saladas como fatuche, mediterrânea e taboule.  Ele é bem viscoso com sabor agridoce e dá um toque a mais a qualquer salada!!!!

Tulumba
Este delicioso docinho turco ( também existe na versão árabe) parece muito com o nosso famoso churros. A diferença é que o doce tulumba é mais durinho, não tem recheio mas recebe um calda de açúcar por fora. Adoro este doce. Comi muito no Qatar também pois tinha no buffet do hotel que eu fiquei.

Lokma
Parece um bolinho de chuva, mas é durinho e com calda de açúcar como o tulumba. Gosto muito. Tanto que no Qatar eu pegava o lokma e colocava aquele pudim árabe por cima e mandava pra dentro. Os doces turcos e árabes são praticamente os mesmos e só muda é nome, e as vezes nem muda !!!

Feta
O delicioso queijo salgadinho de origem grega é muito consumido na Turquia e nos países árabes como Síria e Qatar. Eu adoro esse queijo e na mesa de cafe dos hotéis e presença garantida. Um dos meus queijos prediletos!!!

Beyaz Pinar



Os queijos da Pinar são uma delicia. Principalmente o cream cheese que parece requeijão. Tem até no Qatar também, foi servido inclusive nos voos da Qatar Airways. O queijo Cheddar é muito bom. Consegui trazer o cream cheese no avião sem problemas, achei que daria problemas.Na próxima vez vou encher a mochila !!!

Pizza Turca

Parece uma esfiha aberta grande. Algumas são boas e outras não. Tem poucos restaurantes que fazem um massa boa com recheio idem ! As apimentadas são as melhores! A minha gastrite é que sofre !!!

E ai gostou das guloseimas turcas? Conhece outras ?

Selam !!!





sábado, 2 de novembro de 2013

Diario de Viagem a Turquia 2013 - Palácio Topkap, Harem e Restaurante 360

Diário de Viagem a Turquia 2013 - Palácio Topkap, Harem e Restaurante 360

Segue mais um relato sobre a viagem a Turquia

Como o dia anterior foi muito puxado e cansativo, acabei acordando bem tarde, por volta das 11:30 hs do quarto dia em Istambul! E fui direto do hotel para o restaurante. Estava faminta! Estava sofrendo dos efeitos do Jet Leg e por conta disso dormia muito tarde e não conseguia acordar cedo!!

Fomo ao Pierre Loti Roof Pub Restaurante que fica na avenida principal entre Beyazit e Sultanahmet. O restaurante é amplo e tranquilo, sem aquela horda de turistas barulhentos. O atendimento é bom e a comida também. Pedimos peixe, donner, kebab e saladas. Para beber água com gás e cerveja Efes.

Palácio Topkap

Seguimos a pé do restaurante até o Palácio Topkap que merece um post a parte, por não entrarei em maiores detalhes neste post. O Palácio que foi durante muito tempo a residência oficial dos sultões otomanos, hoje abriga vários museus.

O palácio possui duas entradas, sendo uma ao lado da Aya Sofia e a outra no Parque Gulhane ao lado dos Museus Arqueológicos de Istambul. Usamos a entrada ao lado da Aya Sofia. Foi um dos passeios que mais gostei de fazer e com certeza visitarei novamente nas próximas férias !!!

Antes dos portões do primeiro pátio, chamado de Porta Imperial,  existe a Fonte de Ahmet 3º que é muito bonita por sinal. Na Porta Imperial ficam vários guardas portando armamento pesado, se não me engano eram fuzis. O motivo para usar fuzis na porta de um museu é por conta dos tesouros que estão no palácio! Muito estranho ver homens fortemente armados em um  local turístico.

Ao passar pela Porta Imperial chegamos ao Primeiro Pátio onde ficam a Haghia Irene, Casa da Moeda, Bilheteria, loja de souvenires e um restaurante. Para esta parte do pátio a entrada é franca. Para entrar no Segundo Pátio onde ficam o palácio e o harém é preciso comprar dois bilhetes por pessoa. A entrada no palácio é 25 liras turcas e para o Harém é 15 liras turcas. Existe a opção de comprar um cartão passaporte para vários museus incluindo Palácio Topkap e Harém do Palácio.

Ao passar pelo segundo portão existem catracas onde se colocam os bilhetes e existe dectores de metais para bolsas e para pessoas também ! Nesta parte é que ficam os tesouros dos sultões com muito ouro e pedras preciosas. Também tem as relíquias muçulmanas, as espadas e armas de fogo dos sultões. É uma pena não poder filmar nem fotografar. Claro que algumas pessoas tentavam tirar fotos escondidas e quando eram surpreendidas pelos guardas levavam uma bronca daquelas na frente de todo mundo.

Como o palácio é muito grande, eu decidi por fazer um post exclusivo e contar todos os detalhes, pois a beleza do Palácio Topkap merece um post só para ele!! Fui ao Harém do Palácio mas infelizmente as duas câmeras ficaram sem bateria e eu não tirei nenhuma foto de lá! A boa parte é que terei que voltar lá no ano que vem e poder tirar todas as fotos.







Show de Cultura coreana

Saímos do Palácio Topkap e compramos castanha assada, milho cozido, sorvete Dondurma e suco de romã e paramos para assistir aos shows de cultura coreana que faziam parte do Festival Korea-Turkey. Ficamos por cerca de 01 hora sentados na arquibancada em frente a Aya Sofia. Fiquei até com vontade de viajar para a Coreia do Sul. Quem sabe depois que eu fiz o meu tour por todo Oriente Médio, eu decida conhecer o extremo Oriente!?

Pausa para o lanche


Saímos do show dos coreanos e seguimos ladeira a cima e pararmos do Starbucks e tomamos um frapuccino de morango e muffin de Blueberry e depois fomos para o hotel para descansar um pouco, carregar as câmeras e tomar um banho!

Jantar no Restaurante 360



Pegamos um taxi que custou 15 liras turcas até uma transversal da Istiklal Cadesi e então seguimos a pé por esta avenida até chegar no restaurante. O restaurante fica no último andar do prédio e tem um vista de 360 graus da cidade de Istambul. Fiz reservas para o jantar e chegamos lá por volta das 10:00 hs da noite e saímos de lá pela meia noite e pouco!

Sinceramente eu não gostei muito do Restaurante 360, talvez por eu ser caipira demais e não gostar de muita papagaiada na hora do jantar. O restaurante se transforma em balada por volta das 11 horas da noite e tem performances para entreter os clientes. A clientela do restaurante é composta por quase 100% de estrangeiros, principalmente turistas europeus.

Achei o serviço ruim, demora muito para alguém vir de atender e demora mais ainda para trazer o jantar e pra piorar era um ambiente escuro e que quase não enxergava o que estava comendo. O restaurante é recomendando pelos guias de viagem Folha e Lonely Planet e também por alguns blogs. Mas eu sou to tipo que vou para Turquia para ver e ouvir música e dança locais e não para ficar ouvindo musica estrangeira. Para quem curte a cultura local não recomendo ir neste restaurante. O atendimento não é bom, a comida é razoável e tudo é caro. Se fosse caro mais comida foi excepcional e atendimento bom não me incomodava em pagar! Foi o pior restaurante que fui na Turquia!

Bem este foi o relato sobre o 4 dia em Istambul e espero que tenham gostado!

Selam !!!