segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Diario de Viagem Turquia 2013 - De Beyazit a Eminonü






Diário de Viagem à Turquia 2013 – De Beyazit a Eminonü

Olá Amigos!

Este post é para contar tudo o que aconteceu no segundo dia em Istambul. Foram vários passeios legais principalmente em Sultanahmet.  O passeio começa em Beyazit onde fiquei hospedada nos primeiros 04 dias e termina em Eminonü na Ponte Gálata sobre o Chifre de Ouro. Foi um dia excelente que vai ficar na memória para sempre.

O dia começou com um café da manhã típico turco, com direito a pepino, tomate, alface e azeitona no Buffet do hotel. Eu preferi pão, queijo fetta, frios, requeijão e visne (suco de cereja). O hotel fica na rua principal do bairro e seguimos a pé  até as atrações mais conhecidas. A volta foi através de Tram (espécie de metro de superfície) que atravessa a cidade de Istambul.

As Atrações

Çemberlitas - Beyazit
A atração que fica a menos de 300 metros do hotel e ao lado da estação de tram de mesmo nome . É um monumento muito antigo também conhecida como Coluna Queimada de Constantino.

Esta coluna foi erguida por Constantino para a consagração da antiga Constantinopla como capital do Império Romano em 330. A coluna foi danificada em 1779 quando um incêndio destruiu o Grand Bazar.








Hipódromo de Constantinopla – Sultanahmet

O que restou do Antigo Hipódromo de Constantinopla fica localizado em Sultanahmet bem próximo as famosas Aya Sofia e Mesquita Azul. Os monumentos que restaram são o Obelisco de Teodósio que foi esculpido em granito em Heliópolis no Egito, o Obelisco de Constantino que teve seu revestimento roubado durante a Quarta Cruzada.

Também ainda permanece o que sobrou da Coluna Serpentina e a Fonte de Kaiser Guilherme, presente do imperador Guilherme II alemão ao Sultão Abdul Hamit II em 1898. A fonte está em reforma e por isso não foi possível tirar fotos.





Pausa para o almoço
Escolhemos o restaurante Aya Sofia que fica em frente ao museu de mesmo nome para almoçar. O restaurante é bom e o serviço também. Pedimos mix de grelhados, fritas, salada Ceasar. E para beber fomos de refrigerantes e água com gás. Para finalizar degustamos chá turco e então partimos para os passeios novamente.

Aya Sofia - Sultanahmet
A entrada do Museu Aya Sofia custa TL 25,00 e abre de terça a domingo. A Igreja de Santa Sofia foi construída pelo imperador Justiano e transfomada em mesquita pelo Sultão Mehmet após a Conquista de Constantinopla pelos otomanos em 1453. Mas para alegria de cristãos e muçulmanos, Ataturk  em 1943 transformou Aya Sofia em museu.
O museu está em reforma para restauração, mas mesmo assim é possível ver belos elementos como mosaicos bizantinos de ouro de santos católicos e quadros com caligrafia árabe com trechos islâmicos. Além do ouro, existem colunas e paredes de mármores e belas pinturas no teto e na cúpula.







Cisterna Yerebatan – Sultanahmet
A cisterna fica localizada a poucos metros da Aya Sofia, funciona todos os dias e a entrada custa TL 10,00. Construída em 532 por Justiano é a cisterna bizantina mais antiga do mundo. O reservatório subterrâneo podia armazenar até 80 mil metros cúbicos de água fresca. A sustentação é feita através de colunas robustas incluídas duas que tem esculpidas em suas bases a cabeça da Medusa.

  Ao caminhar sobre as plataformas sobre as águas é possível ver vários peixes nadando na pouco iluminada cisterna, além dos pingos d’água que insistem em cair do teto em nossas cabeças. Existe um café e uma loja de souvenires na cisterna.



Ponte Gálata sobre o Chifre de Ouro – Em Eminonü
Saímos da Cisterna e descemos a pé pelo caminho do tram, passando por Gulhane, Sirkeci até chegar em Eminonü. Atravessamos a passarela e saímos no Cais de Eminonü de onde partem os barcos para Karakoy, Uskudar, Kadikoy e os Famosos Cruzeiros pelo Bosforo. De lá caminhamos até a Ponte Gálata que liga Eminonü a Beyoglu. 

A ponte tem dois pavimentos. No primeiro existem vários cafés e restaurantes que servem pratos a base de peixes e frutos do mar. No segundo pavimento passam carros, ônibus, tram e pedestres.
Terminamos o dia em um restaurante comendo peixe, bebendo Efes (cerveja turca mais famosa) e fumando um bom nargile enquanto o sol dava seu adeus sobre as águas no Chifre de Ouro. Depois pegamos o tram na estação Eminonü e descemos em Beyazit e fomos descansar um pouco no hotel.






Após um descanso e de banho tomado descemos a avenida principal em direção a Sultanahmet para jantar e paramos no restaurante Karadeniz. O restaurante é razoável e o atendimento é bom. Comemos mix de grelhados com fritas, mas infelizmente deixei as câmeras carregando no hotel por isso não temos fotos do jantar. Mas para ter uma ideia tirei essa foto no outro dia quando voltávamos de mais um dia de passeio.


Espero que tenham gostado dos relatos sobre o segundo dia em Istambul.

Selam !
Reações:

5 comentários:

  1. Lendo o seu relato sobre Beyazit e Eminönü, me dá taaaanta saudade de Istambul. Minha casa, a cidade mais linda do mundo!

    ResponderExcluir
  2. Olá Leticia!

    Também já estou morrendo de saudades! É a cidade mais bonita do mundo!
    Quero voltar logo!

    Abraços

    ResponderExcluir
  3. Conheci o blog hoje e estou adorando!Gosto muito de relatos de viagens e conhecer outras culturas,parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  4. Conheci o blog hoje e é muito interessante, adoro conhecer outras culturas e ler relatos de viagens.Parabéns pelo blog!

    ResponderExcluir
  5. Olá Rita de Cássia !
    Obrigada e seja sempre bem-vinda!

    Abraços

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário aqui!
Mensagens xenofóbicas ou contendo preconceito religioso não serão aprovadas!