sábado, 28 de janeiro de 2012

Arguile em Damasco

http://conexaoarabe.blogspot.com
 Arguile

De todos os hábitos que eu adquiri após minhas viagens á Síria, fumar arguile foi a melhor e mais perigoso também.

Eu nunca tinha fumado na minha vida e umas das primeiras coisas que fiz lá na Síria foi experimentar o arguile, que eles chamam de sheesha também.

Este cachimbo de água aromatizada virou uma paixão que se tornou um vício e segundo estudos médicos,  fumar arguile é tão prejudicial á saúde como o cigarro comum.


http://conexaoarabe.blogspot.com

Arguile, narguile, sheesha, hooka ou cachimbo d'água são os nomes mais conhecidos para esse negocio dos deuses.


O Narguilé tem origem no Oriente. Dizem que o arguile teria sido inventado na Índia do século XVII, pelo Dr. Hakim Abul Fath, como um método para retirar as impurezas da fumaça. Na mão dos árabes, o cachimbo de água foi rapidamente incorporado para ser apreciado em grupo, acompanhado de café ou chá e muita conversa.

Existem evidências históricas de arguile na Pérsia e na  Mesopotâmia. As peças mais primitivas eram feitas com  madeira e um coco que fazia o lugar do corpo (o nome origina-se do  persa nārgil, que significa "coco").

Com o passar dos séculos e com as expansões territoriais (principalmente dos países da Europa), o arguile, já similar ao que conhecemos hoje (com base de cerâmica ou porcelana e corpo de metal), começou a ser divulgado, e trazido junto com especiarias do Oriente.


No Brasil, o arguile foi trazido pelos imigrantes árabes, especialmente os sírios-libaneses que estabeleceram grandes colonias aqui e hoje passam de 8 milhões vivendo em nosso país.


O narguilé é formado pelas seguintes peças: 

Base (jarro ou vaso) peça central do arguile se parece com um vaso. É onde se coloca a água (ou algo mais forte com vodka, raki ). Geralmente é feita de vidro ou  cerâmica e  algumas são ornamentadas com desenhos.
Corpo: peça cilíndrica que sustenta o fornilho e conecta-se à base. Na base, projeta um tubo para dentro da água, que conduz a fumaça. 
Fornilho (rosh, cabeça ou cerâmica): peça de barro ou cerâmica onde coloca-se o tabaco e, por cima deste, o carvão em brasa. 
Abafador (laminito): Artefato em metal (muitas vezes descartados), geralmente alto para proteger a brasa do vento, evitando o consumo rápido do carvão. 
Mangueira (condutor): é por onde se aspira a fumaça. Uma ponta termina numa piteira, e a outra encaixa-se na parte superior do corpo do arguile (acima da água). Pode haver mais de uma mangueira para que várias  pessoas  fumem juntas (porém estes com válvulas especiais, ou do contrário os usuários não poderão "puxar" a fumaça simultaneamente). Em arguiles usados em locais públicos, como  bares e cafes,  usa-se uma peça plástica removível na ponta da piteira, que pode ser lavada ou descartada a cada uso.



Para você fumar o arguile corretamente, deve se aspirar o ar pela mangueira para reduzir a pressão que existe no interior da base, fazendo o ar aquecido pelo carvão passar pelo tabaco, produzindo a fumaça. Ela desce pelo corpo até a base, passa pela água, onde é resfriada e filtrada, que retém partículas sólidas. A fumaça segue pela mangueira até ser aspirada por você e ser expirada logo em seguida.


O tabaco para se usado no arguile ele é especial e nós o chamamos de essência e existem centenas de aromas para os mais diversos gostos. Os melhores na minha opinião são o duas maças (verde e vermelha) de menta, choco menta e anis.
Hoje no Brasil você encontra facilmente tanto pela Internet como em tabacarias por todo o país, as essências, arguiles, carvaõzinho e muito mais.

Eu acho que não existe nada mais relaxante e prazeroso que sentar com os amigos ou até mesmo sozinho para saborear um delicioso arguile enquanto toma um chazinho !!!
Espero que gostem e deixem seus comentários
Salam









Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Deixe seu comentário aqui!
Mensagens xenofóbicas ou contendo preconceito religioso não serão aprovadas!